Editoral Presença, Livros, Opinião

A Rapariga que Roubava Livros – Markus Zusak [Opinião]

image-11Edição/reimpressão: 2008

Editor: Editoral Presença

ISBN: 9789722339070

Classificação: 3,5 em 5 estrelas

Sinopse: “Quando a morte nos conta uma história temos todo o interesse em escutá-la. Assumindo o papel de narrador em A Rapariga Que Roubava Livros, vamos ao seu encontro na Alemanha, por ocasião da segunda guerra mundial, onde ela tem uma função muito activa na recolha de almas vítimas do conflito. E é por esta altura que se cruza pela segunda vez com Liesel, uma menina de nove anos de idade, entregue para adopção, que já tinha passado pelos olhos da morte no funeral do seu pequeno irmão. Foi aí que Liesel roubou o seu primeiro livro, o primeiro de muitos pelos quais se apaixonará e que a ajudarão a superar as dificuldades da vida, dando um sentido à sua existência. Quando o roubou, ainda não sabia ler, será com a ajuda do seu pai, um perfeito intérprete de acordeão que passará a saber percorrer o caminho das letras, exorcizando fantasmas do passado. Ao longo dos anos, Liesel continuará a dedicar-se à prática de roubar livros e a encontrar-se com a morte, que irá sempre utilizar um registo pouco sentimental embora humano e poético, atraindo a atenção de quem a lê para cada frase, cada sentido, cada palavra. Um livro soberbo que prima pela originalidade e que nos devolve um outro olhar sobre os dias da guerra no coração da Alemanha e acima de tudo pelo amor à literatura.”

Opinião: Honestamente desiludi-me um pouco com o livro. Estava com as expectativas no máximo quanto a este livro, sempre ouvi dizer maravilhas acerca deste livro, mas desiludi-me. O livro conta uma história bonita, Liesel apenas uma rapariga durante uma guerra a tentar sobreviver, isso emociona qualquer uma, e amizade da rapariga com o Judeu ainda emociona mais. Mas infelizmente o livro não me surpreendeu muito.

Vi opiniões acerca do livro que pessoas choraram com o livro, e eu apenas queria acabar o livro o mais rápido possível porque não conseguia aguentar mais a lê-lo. O meu problema deve ter sido o facto de não estar habituada a ler deste tipo de livros. Nunca li um livro que se passasse durante a Segunda Guerra Mundial, este foi o primeiro.

Tenho imensa pena de não ter gostado do livro. O livro não é chato, nada disso. O facto de ser a morte a falar durante o livro dá-nos outra perspetiva, é algo diferente. Mas por mim, prefiro livros na primeira pessoa, consigo sentir melhor a história.

Por momentos pensei em dar-lhe apenas 3 estrelas, mas decidi aumentar um pouco mais a sua classificação pela história bonita, e as personagens muito bem criadas. Um dia talvez volte a reler este livro e consiga sentir algo mais sobre ele, pelo menos assim espero. Pretendo ler mais acerca deste tema, até porque é um tema que sempre me interessou. Estou à espera para ver o filme, mas provavelmente não o irei ver porque poderei não gostar. Ainda terei de pensar.

name blogger

Anúncios

1 thought on “A Rapariga que Roubava Livros – Markus Zusak [Opinião]”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s