Edições ASA, Livros, Opinião

O Teorema de Katherine – John Green [Opinião]

image (2).jpg

Edição/reimpressão: 2014

Editor: Edições ASA

ISBN: 9789892326337

Classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: “Dezanove foram as vezes que Colin se apaixonou.
Das dezanove vezes a rapariga chamava-se Katherine.
Não Katie ou Kat, Kittie ou Cathy, e especialmente não Catherine, mas KATHERINE.
E das dezanove vezes, levou com os pés.

Desde que tinha idade suficiente para se sentir atraído por uma rapariga, Colin, ex-menino prodígio, talvez génio matemático, talvez não, doido por anagramas, saiu com dezanove Katherines. E todas o deixaram. Então ele decide inventar um teorema que prevê o resultado de qualquer relacionamento amoroso. E evitar, se possível, ter o coração novamente destroçado. Tudo isso no curso de um verão glorioso passado com o seu amigo Hassan a descobrir novos lugares, pessoas estranhas de todas as idades e raparigas especiais que têm a grande vantagem de não se chamarem Katherine. “

Opinião: Assim que li a sinopse deste livro do John Green achei-o super engraçado. Nunca tinha visto um livro com algo assim parecido e decidi entrar na aventura de o ler. Admito que não gostei assim tanto como pensava, talvez porque como é um dos meus escritores preferidos tinha as expectativas muito altas.

Nenhuma das personagens chamou a minha atenção, pareciam todos um pouco meio sem vida. Colin é aquela personagem que sabe tudo e mais alguma coisa, acaba por vezes por parecer um completo maluco e parece que o que ele diz não faz sentido. Muitas vezes no livro apetecia-me matá-lo apesar de ele ser a personagem principal.

Não é dos melhores livros de John Green, nem por sombras mas mesmo assim dei-lhe quatro estrelas apenas pelo facto de achar a história interessante Houveram partes muito chatas, mas houve partes que me apeguei de alma e coração ao livro.

Mas como todos nós sabemos todos os livros têm momentos bons e outros menos bons. Se o livro poderia ser melhor? Poderia sim, certos aspetos nem parece que foi escrito pelo John Green, mas vamos lá saber que se passa dentro daquele cérebro. Não tenho intenções de mudar as quatro estrelas, mas penso que se voltar a reler o livro um dia eu continuarei com a mesma opinião.name blogger

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s