Escrito na Água – Paula Hawkins [Opinião]

440x.jpgEdição/reimpressão: 2017

Editor: TopSeller

ISBN: 9789898800886

Classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: “CUIDADO COM AS ÁGUAS CALMAS. NÃO SABEMOS O QUE ESCONDEM NO FUNDO.

Nel vivia obcecada com as mortes no rio. O rio que atravessava aquela vila já levara a vida a demasiadas mulheres ao longo dos tempos, incluindo, recentemente, a melhor amiga da sua filha. Desde então, Nel vivia ainda mais determinada a encontrar respostas.

Agora, é ela que aparece morta. Sem vestígios de crime, tudo aponta para que Nel se tenha suicidado no rio. Mas poucos dias antes da sua morte, ela deixara uma mensagem à irmã, Jules, num tom de voz urgente e assustado. Estaria Nel a temer pela sua vida?

Que segredos escondem aquelas águas? Para descobrir a verdade, Jules ver-se-á forçada a enfrentar recordações e medos terríveis há muito submersos naquele rio de águas calmas, que a morte da irmã vem trazer à superfície.
Um livro profundamente original e surpreendente sobre as formas devastadoras que o passado encontra para voltar a assombrar-nos no presente. Paula Hawkins confirma, de forma triunfal, a sua mestria no entendimento dos instintos humanos, numa história com tanta ou maior intensidade do que A Rapariga no Comboio.”

Opinião: Posso dizer que estou à espera de um livro novo da Paula Hawkins desde que li A Rapariga no Comboio. E, se eu pensei que não podia ser possível conseguir surpreender-me mais com a escritora, neste livro ela mostrou-me que eu estava extremamente enganada. Uma coisa é certa, este livro é melhor que A Rapariga no Comboio, disso não resta dúvidas. Mas, o porquê de ser assim tão bom?

Para quem está habituado a ler thrillers já tem noção como funcionam os enredos neste género de livros. É preciso ter concentração máxima durante a leitura visto que os thrillers são livros muito complexos. E neste livro em especial, temos de focar apenas na leitura. Temos diferentes pontos de vista e basta não prestar atenção durante um parágrafo e já se foi a essência da leitura. Mas qual a parte mais interessante disto? Os vários pontos de vista fornecem várias informações para as nossas teorias, e acabámos por descobrir que as personagens de uma maneira ou de outra encontram-se interligadas. Além do mais, ao conhecermos diversas personagens ficámos a perceber que a história não é apenas aquilo. Há mais história para além daquela que pensámos existir.

As coisas são como são, como sempre foram. Não podem ser diferentes.

Ao ínicio vamos achar que o fim é demasiado óbvio, a certo ponto vamos deixar de acreditar nisso, mas vamos voltar à nossa teoria original. A verdade é: o final é óbvio, até certo ponto. Porque quando pensámos que foi aquilo que realmente aconteceu, a escritora decide tirar o tapete debaixo dos nossos pés. E acaba por ser assim muitas vezes durante o livro, e isso é apenas mais um aspecto positivo no livro.

Mais um aspecto positivo no livro é sem dúvida a escrita de Hawkins. Ela sem dúvida que tem talento, e se achei a leitura do livro A Rapariga no Comboio super fluída, neste livro é muito mais. Apesar de ser um livro um pouco pesado devido aos temas retratados, conseguimos ler muito bem sem qualquer complicação. O enredo, como já referi, tem alguns temas que pode causar perturbação no leitor, desde violação a suicídio, e ainda violência doméstica. A escritora, com o seu talento na escrita, consegue colocar o leitor a imaginar diversos cenários, e por vezes até parece que viajámos para dentro do livro.

–  Tu sabes bem que isso não é assim, não sabes? Às vezes, com coisas como estas, não há qualquer verdade a descobrir.

Durante a leitura o nosso cérebro viaja milhares de vezes, imaginámos diversas possibilidades do que poderá ter acontecido e sinceramente, todas ficam bem na história. A certo ponto parece que a escritora quer mesmo que nós fiquemos a bater com a cabeça, a tentar descobrir o que realmente aconteceu. E claro, nós leitores, viciados na leitura como somos, lemos página após página sem ter noção que estamos cada vez mais próximos do final. E ainda temos outra coisa, quando chegámos ao final do livro não queremos acreditar que acabou! Isso mesmo, terminei o livro e pensei: “Onde está o segundo livro? Podia haver um segundo livro que eu lia!”, mas depois cheguei à conclusão que se houvesse um segundo livro a história toda perdida a sua essência.

Os capítulos até são deveras curtos, sempre de pontos de vista diferentes e com a justa intervenção para a história. Temos ainda flashbacks que nos ajudam a entender certas ações, e que nos levam a criar mais teorias. Porque este livro é baseado em teorias, vão fazer teorias do ínicio até ao fim do livro. Vocês acabam o livro e ainda têm teorias acerca dele. E é isso, digo mais uma vez e pela milésima vez, que torna este livro único e tão bom.

A dor e o choque afetam as pessoas de maneiras estranhas.

O enredo centra-se no rio. Pode parecer estranho ao ínicio, ficámos até a pensar “Que raio?”, mas depois à medida que avançámos na leitura parece que vamos flutuando ao longo do livro. A escritora dá-nos a dose perfeita de mistério, e não deixa o mistério morrer nunca ao longo do livro! É tão bom, e tão intenso. Melhor não podia ser!

O que achei mais complicado de lidar durante a leitura, principalmente ao ínicio, foi conseguir criar alguma empatia com as personagens, conseguir lembrar de todas e que importância têm na história. Mas, isso apenas resolve-se de uma simples maneira: prestar atenção à leitura! Acreditem, neste livro como em todos os outros, é fundamental ter atenção a todos os detalhes.

Acho que já deu para notar que adorei o livro, não? Da primeira à última página, e mesmo no final que deixou-me ali a morrer por mais. Eu tinha as expectativas muito altas para este livro e superou as expectativas, até parece impossível. Estou ansiosa para ler mais livros da Paula Hawkins, depois deste livro passou sem dúvida a ser uma das minhas escritoras preferidas. E este livro, passou para o meu top 10 de livros preferidos de 2017, e possivelmente, está em primeiro lugar!

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s